Conhecido por transformar tapumes em obras de arte, o grafiteiro Rica de Lucca, aka Alma 73, traz ao BRDE a exposição “Ancestrais”. A mostra traz um recorte da arte que permeia as ruas para a galeria a partir do dia 4 de abril.

Nas 15 telas que compõem a mostra, encontram-se elementos primitivos, retratos, referências e particularidades da cultura indígena presentes nos costumes dos povos ancestrais de muitas regiões.

A proposta do artista é que, em um mundo de aceleradas evoluções e consumo desenfreado, o expectador reserve um olhar sobre si mesmo, buscando suas origens e raízes.

A partir da criação na área têxtil, produzindo estampas, desenhos e pinturas, o artista procurou desenvolver seu olhar para as artes plásticas. Mais tarde, expressando visões e curiosidades sobre a vida, religião e ancestralidade, inspirou-se em pinturas tribais, inscrições rupestres e outros elementos que remetem a rituais ancestrais.

Escreva e participe

Fique tranquilo, seus dados nunca serão divulgados